Guarda Municipal Armada!

28 Jan 2016

Tenho visto algumas pessoas criticando o fato de nossa Guarda Municipal passar a ser armada a partir deste ano. Muitos têm difundido ideias desarmamentistas, sustentando com falácias que o número de guardas armados não vai reduzir a violência, mas sim aumentá-la devido ao despreparo dos guardas e por não serem agentes de segurança pública.

 

Bom, não gosto da gestão do prefeito Rodrigo Neves, mas acredito que nesse caso já era hora de ele ter armado nossa Guarda Municipal. Inclusive, a lei desarmamentista que vem a ser revogada futuramente (Lei 10.826/2003) estabelece a proibição em todo território nacional do porte de arma de fogo e traz um rol de exceções no art. 6o. O inciso III permite que os guardas dos municípios com mais de 500.000 habitantes possam ter o porte.

 

Minha opinião é a de que bandidos têm medo de cidadãos armados. E, em se tratando de agentes do estado armados, isso inibiria a ação dos criminosos, sobretudo se forem feitas ações de mapeamento da violência para deslocar guardas para esses locais juntamente com policiais militares.

 

Outro discurso desarmamentista é a de que os guardas não têm treinamento adequado e são despreparados para usar armamentos, até pelo fato de não serem agentes de segurança pública. Acredito que a solução para essa questão é a elaboração de convênio entre a Guarda Municipal e a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro para que sejam ministrados cursos de adestramento e orientação dos guardas no exercícios de suas funções.

 

 

 

O que não podemos é aceitar esse discurso hipócrita de indivíduos que adoram falar sobre a violência com uma visão romântica de idealização da sociedade perfeita, na qual todos problemas serão solucionados a partir do momento que estabelecermos igualdade, educação e saúde de qualidade e lazer para todos.

 

Enquanto isso assistimos passivamente a bandidagem sitiar nossa cidade e ficarmos reféns do crime com medo de sair de casa?

 

Na minha opinião, o direito de porte de arma não deveria ser um direito apenas de agentes de segurança pública e guardas municipais, mas de todos aqueles cidadãos que passem por uma rigorosa capacitação técnica e psicológica.

Please reload

Clique para saber mais