DesaFORO privilegiado.

16 Mar 2016

 


O Brasil teve a confirmação hoje de uma notícia que decreta a inexistência de escrúpulos do modelo de gestão petista, um modelo que nos leva pro abismo da decadência econômica, social e, sobretudo, moral.

A presidente da República nomear como ministro da Casa Civil um denunciado que pode virar réu por ocultação de bens e lavagem de dinheiro, tudo isso para garantir que ele possa escapar da Justiça Federal e ser julgado pelo STF devido ao foro por prerrogativa de função, demonstra a falta de decência de um partido que faz o diabo para se manter no comando, ignorando a vontade popular e insistindo no projeto de poder, mesmo que tenha que acabar com o país.

Dilma incorre em crime de responsabilidade mais uma vez, pois, para proteger seu padrinho, garante a ele o foro privilegiado e assim atenta contra o livre exercício do Poder Judiciário.

Além disso, coloca em evidência a arrogância de um partido que julga ser dono do país e que pode fazer tudo sem constrangimento algum, inclusive fazer articulações imorais para nomear como ministro um ex-presidente que furtou bens do Planalto, objetos que foram dados por autoridades estrangeiras a ex-presidentes na condição de chefe de Estado, levou até talheres.

Dilma e o PT ignoraram o que as ruas pediram no domingo dia 13/03, afrontaram a vontade popular e indicaram com seu ato que estão pouco se lixando para o que o povo deseja, o que importa é o projeto de poder petista e eles não vão desistir. Essa é a democracia petista, uma mentira, um bordão que funciona como um botão que eles acionam toda vez que percebem que seu projeto está ameaçado, mas a democracia verdadeira, seu real significado foi esvaziado, pois não corresponde mais à vontade popular.

Ou tiramos o PT do poder ou viramos uma Venezuela. Estamos sofrendo um golpe.

Please reload

Clique para saber mais