Nota do jornal A Tribuna de hoje sobre nosso Projeto de Lei nº 009/2017.

9 Mar 2017

 

Poucos sabem da realidade da vida do autista e de seus familiares. O quadro clínico é muito diferenciado e individualizado, ao redor dos sintomas existe uma variedade de sintomas secundários. 

A Lei Federal 12.764/2012, que instituiu a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista, define o portador desta patologia como pessoa com deficiência, para todos efeitos legais.

Estudos revelam que uma em cada 88 crianças nascem com autismo, totalizando em todo o planeta mais de 70 milhões de pessoas, e no Brasil, um total de quase 3 milhões de autistas, que correspondem a 150 mil casos por ano, ou seja, 1% dos nascidos.

Pelas razões acima expostas, apresentamos o Projeto de Lei de nossa autoria que obriga os estabelecimentos públicos e privados no Município a inserir nas placas de atendimento prioritário o símbolo mundial do autismo e dá outras providências.

Lutando pela inclusão social e pelos direitos humanos!!

 

Please reload

Clique para saber mais