Emendas aprovadas na Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2018.

30 Jun 2017

Ontem votamos a Lei de Diretrizes Orçamentárias, que estabelece metas e prioridades para o orçamento municipal. Propus 11 emendas à referida lei, criando importantes ações e aumentando as metas e respectivos recursos de ações já existentes, nas áreas da saúde, educação, assistência social, empreendedorismo e segurança pública.

Infelizmente, ainda vivemos num ambiente político contaminado pela "polticagem", pelo jogo do "toma lá dá cá", em que se deixa de atender os interesses da população para não configurar vitória política para vereadores de oposição. Digo isso pelo fato de termos propostos emendas que antes haviam sido aprovadas pelo corpo técnico orçamentário da prefeitura, mas fomos surpreendidos minutos antes da votação com a rejeição de algumas emendas por critérios estritamente políticos.

Destaco as emendas que propus para modernização da Guarda Municipal destinando recursos para aquisição de motos e de armamentos de eletrochoque, além da criação da ação para ampliação do número de unidades de conselho tutelar, devido ao número reduzido de unidades em nosso município (apenas 3) e que está em desacordo com determinação legal, que define que, para cada 100.000 habitantes, deve haver NO MÍNIMO uma unidade.

Todavia, celebro as importantes emendas aprovadas para proteção de população em situação de rua, ampliação da acessibilidade nas escolas, ampliação da casa do empreendedor e capacitação de professores para identificarem alunos alto-habilidosos/superdotados.

Fiz o meu melhor, mas sei que poderia ser melhor ainda se o jogo político não ditasse tanto os delineamentos para a construção social.

Agora vamos torcer para que o governo implemente as ações. Fiz minha parte. Vamos fiscalizar e cobrar.

#CarlosJordy

 

Please reload

Clique para saber mais